Header Ads

Seo Services

Viúva Negra - O que achamos do filme!

 


Salve salve meus amigos!

Este texto irá tecer alguns comentários (com spoilers) sobre o filme e trazer alguns aspectos positivos e tentar enxergar os aspectos negativos que muita gente apontou uns acharam "Ok" outros acharam que poderia haver mais e pasme (!) o maior (antigamente) site nerd do Brasil achou ruim por não ter lacração e ainda por cima usou a crítica em seu vídeo pra bater no governo federal (de leve) e esqueceram do filme. Sério.

Vamos lá. Lembremos que estamos falando de um filme da... Disney que sempre será uma empresa que busca elementos "family friendly" e busca abordar em suas obras O MAIOR NÚMERO DE PESSOAS POSSÍVEL.

O filme (fora das telas) mostra que o progressismo da Disney é só da boca pra fora. (Mataram sua personagem feminina mais importante e deram seu filme só 13 anos depois do início do MCU, é MUITO ATRASO.

Este filme é situado entre "Guerra Civil, "Guerra Infinita" e "Ultimato", ok? não se esqueçam disso.

Assisti numa levada só, do começo ao fim, e tentei me deixar levar.

O filme tem acho que a abertura mais intrigante de TODO O MARVEL STUDIOS, Sério, toca uma música do Nirvana e vão aparecendo algumas coisas misturando história real com o próprio MCU que você quase fica com aquela sensação do clip do PinK Floyd onde tem crianças caindo em moedores de carne...

Daí você pensa: "caray se eles forem pra esse lado. o negócio vai ficar sério...!" (e isso NUNCA SERÁ UM DEMÉRITO) afinal a fantasia está ali também pra instruir e nos fazer discutir e debater sobre os mais variados assuntos.

Mas, fica só na promessa, calma que eu já explico.

"Amigo o filme é bom ou não??!!" sim. Eu gostei bastante, mas vamos detalhar.

O filme começa com uma "família" (parecendo um quadro do Rockwell) toda padrão certinha num canto qualquer dos EUA e de repente algo dá errado e eles precisam de separar.

Você já vê que Natália Aliovna Romanova têm suas habilidades desde criança quase e você pensa: teremos mais detalhes da origem das Viúvas e sobre a organização "Sala vermelha" (uma espécie e Hidra Russa).

Aí o filme pula pra atualmente, mostra a fuga dela dos soldados do... General Ross e aí começa realmente a história. Natasha encontra sua irmã mais nova (de longe a melhor adição desse filme) e elas decidem acabar com os planos da sala vermelha de criar novas Viúvas "controladas mentalmente"... (?)

Calma amizade, senta aí que muita coisa "James Bond dos anos 60" estão aqui nesse filme e.. acredite em mim quando digo que perto das próprias HQs e reviravoltas da Viúva tá tudo "em casa" então tente não estranhar esse tipo de planos malucos pq isso faz parte das HQs da personagem, o problema é que:

NO formato em que eles fizeram, NÃO fica muito convincente, entende?

O filme tem uma fotografia MARAVILHOSA (repare em cada Take na neve ou envolvendo o personagem Treinador. já falaremos dele) Coreografias de luta bem inventivas e até mesmo tão violentas e viscerais quanto "Soldado Invernal" só que há algo nesse filme que parece que eles apenas parecem querer emular o segundo filme do Capitão.

Há horas que não se dá a impressão de você estar vendo um filme blockbuster de cinema e há horas que os caras saltam do nada como se fosse o "season finale" lá do Amazon da vida.

Temos um primeiro ato irretocável, mas por causa da bendita (?) "fórmula marvel" o segundo ato tropeça em relação ao filme todo, a dita "família" do primeiro ato retorna aqui e temos o Guardião Vermelho, Melena (a mãe) e claro, Yelena e muitos dos (pobres) diálogos inúteis quase só têm (parece me) a mera função de SUAVIZAR coisas BEM DELICADAS ABORDADAS NESSE FILME.

Há um momento que Yelena diz pro Guardião como as Viúvas eram tornadas estéreis e a sequência não dá a seriedade que um assunto desse pede. Tornando a ainda mais bizarra. Aí você não sabe se riu de constrangimento ou de nervosismo.

O vilão: cara, tirando a Scarlett, o motivo de eu querer ver esse filme era o Treinador (vilão C é a ponte que partiu ok?) um cara que TODA VEZ QUE APARECIA NA HQ DOS VINGADORES o "tempo fechava".


AÍ aqui meus amigos, ele foi reduzido a um "artifício de roteiro", servindo apenas pra dar o timing tipo "é hora da perseguição, parem de falar" e como disseram algumas pessoas, a presença do vilão mais faz sentido olhado em fotos de divulgação do filme do que dentro do próprio filme! Parece que cada pose dele é pensada pra vender o filme e não na própria interação dentro das lutas do filme.

Ora, se o cara copia só de olhar qualquer movimento de qualquer ser, (incluindo superseres) e dado momento do filme dá entender que sua visão é mecânica (podendo ser ainda melhor amplificada e explicada dentro do contexto do filme)... Pq que em nenhuma cena de luta o "cara" realmente faz algum estrago? 

Calma eu explico, o fato dele fazer as "unhas" do pantera negra é menos válido do que se no filme ele desse um "chute de capoeira" e quando se movesse aparecesse pro telescpectador em forma de vulto em cima do Treinador o próprio Pantera Negra entende? (similar a Víxen na animação da Liga que você via exatamente qual animal ela estava emulando numa luta) e pq diabos esse recurso não foi usado em uma única cena tipo "pula igual capitão, muda pra pantera, bloqueia igual Nick Fury... etc" O personagem não foi pensado corretamente e parece que cada dia ele escolhe um pra escolher a linguagem corporal.

Além do fato que o personagem foi reduzido a um... GUARDA COSTAS "ROSNADOR" (Piada antiga da revista SET falando sobre o Dentes de Sabre em X-Men 1), o Treinador é irônico, maluco, por causa de seus problemas de memória (ele não consegue lembrar de seus contatos mais antigos, devido a sua memória de curto prazo ser ainda mais forte de maneira que ele nunca mantém relacionamentos com ninguém) ele tem uma certa "amoralidade" que seria muito interessante se abordada num filme!

Além do fato que ele foi "fundido" seu conceito de personagem com outra vilã da Viúva Negra a... dama de Ferro.


Apesar de Rachel Weisz estar no filme e ser no quadrinho a identidade civil da dama de ferro, o conceito da dama foi impresso no treinador. Leia Marvel Fanfare números 10 a 13 de 1982 e leia a mini série "Rede de Intrigas".



O dever de casa dos roteiristas é perceptível que eles fizeram, que eles se basearam nessa que eu falei, nas HQS recentes do Mark Waid e até mesmo na controversa "Origem fatal" de 2010.

O filme é um amálgama de cenas, diálogos e personagens de diversas dessas Hqs, até mesmo o personagem do... Guardião vermelho (no quadrinho, o primeiro marido da Viúva) tem as funções de "pai" retiradas de outro personagem, Ivan Petrovick (uma espécie de Alfred da Viúva Negra).

Mas como os roteiristas não quiseram dar nenhum tipo de relevância a personagem masculino algum na gênese da personagem (igual fizeram com Capitã Marvel)

O maniqueísmo do roteiro cai nas mesmas armadilhas idiotas de filmes realizados por mulheres, os homens ou são TODOS canalhas ou imbecis ou simplesmente... inúteis.

Falemos do dito "progressismo" da marvel.

O comemorado filme da Viúva é o filme pós morte, e o filme ONDE ELA MAIS APANHA? é sério isso Brasil? Os caras poderiam ter um filme denso, que saísse da "caixa" marvel e nos fizesse discutir durante anos. E os caras só ficam na sequência de abertura?

Como pode um filme em pleno 2021 ainda tem alguma movimentação "Toy Story"???? (repare nos momentos em que a Viúva em CGI cai em alguns lugares ou simplesmente está em queda livre.

Eu acredito que eles poderiam ter ido muito mais além de um filme simplesmente episódico, ok, e por vezes Megalomaníaco (principalmente em seu terceiro ato), se você não sabe falar de um assunto delicado, então NÃO ABORDE ESSE ASSUNTO DELICADO E NEM MESMO PROMETA NADA.

Que progressismo é esse que temos mais de 7 closes na Bunda maravilhosa da Viúva??? quer dizer que se for "close do lado do bem" pode?? (só pq a diretora é mulher?)

No filme da Mulher Maravilha vimos ela dormindo com um cara sem o consentimento dele, e no filme da Viúva vemos a maior heroína da Marvel querendo que... o vilão a surrasse.

Se não pretende chutar o balde Disney, nem calce a bota.

Ainda bem que não paguei 70 reais se eu posso ver de graça na internet.

Esse texto é uma resenha, e um mero desabafo sobre a hipocrisia do dito progressismo da disney e de seus leitores/apoiadores.

Sair de casa em plena pandemia, pra ir ver um filme nota 8 com na sala do lado ter quase 3 horas de Velozes e Furiosos ( entre escapismo e um filme "ok", mil vezes Vin Diesel quebrando a física.)

Desculpem o texto longo. Até a próxima.




Nenhum comentário