Header Ads

Seo Services

Arquivo de Curiosidades: Os vilões do Batman

Olá pessoal, sejam bem-vindos ao primeiro post de 2011 do Arquivo de Curiosidades. Após algumas férias (bem merecidas) estou de volta para falar sobre o que mais gostamos e, obviamente, me sinto compelido a começar o ano com o herói que mais gosto, Batman – neste caso, seus vilões.

Escrito magistralmente por Alexandre Callari.



Dizem que um herói é tão bom quanto os vilões que ele tem e, como Batman tem os melhores. Mas em função de nosso espaço limitado, o que procurei a fazer é sintetizar as informações mais relevantes, incluindo a primeira aparição de todos nos EUA e notas que sejam do interesse geral. Então vamos lá!

Coringa – Primeira aparição Batman nº 1 em 1940 (no Brasil Batman – 70 Anos nº 1, Panini, 2009; Coleção DC 75 Anos nº 1, Panini, 2010; Batman – A Piada Mortal, Panini, 2009; Batman Crônicas nº 1, Panini, 2007; Batman vs. Coringa Através das Décadas, Opera Graphica, 2003; Coleção Invictus nº 3; Nova Sampa, 1993 e As Várias Faces de Batman, Abril, 1989). É o mais nebuloso de todos. Não se sabe seu nome real e ele próprio já contou sua origem de diferentes maneiras. A versão mais aceita e que se popularizou junto ao público é a de que ele encontrou-se com Batman pela primeira vez com a identidade do Capuz Vermelho, cometendo um roubo em uma Processadora Química. Lá, ele caiu no famoso tanque de ácido que o enlouqueceu e mudou suas feições. Essa origem foi mostrada em detalhes na HQ A Piada Mortal (no Brasil, Batman – Piada Mortal, Panini, 2009, Batman – Piada Mortal, Opera Graphica, 2005, Batman – A Piada Mortal, Abril, 1999 e Graphic Novel nº 5 – Piada Mortal, Abril, 1988 e relançamento em 1992). Nota: especula-se que o nome real do personagem comece com as letras “JA”. Rumores de que ele seria Jack Napier começaram após o filme de 1989, contudo nos quadrinhos não há fonte exata sobre isso. Outra questão interessante, mas desta vez quanto a publicação nacional, é que a edição Batman – A Piada Mortal lançada pela editora Panini em 2009 traz tanto A Piada Mortal quanto a 1º aparição do vilão em Batman nº 1.

Mulher-Gato (Selina Kyle) – Primeira Aparição em Batman nº 1 em 1940 (no Brasil, Batman Crônicas nº 1, Panini, 2007). Hoje, a distorção da personalidade da vilã é atribuída a problemas em sua infância, mas em sua primeira história nada disso é mencionado e a personagem, na verdade, é uma famosa socialite. Nota: em uma das diversas versões da origem da vilã, a Mulher-Gato é descrita como uma aeromoça desmemoriada (Batman nº 52).

Pinguim (Oswald Chesterfield Cobblepot) – Primeira Aparição em Detective Comics nº 58 (1941). No começo, o Pinguim era bem diferente do magnata que conhecemos hoje, dono de um cassino e mente criminosa. O vilão usava da força física até meados da década de 70 para combater o homem-morcego, tendo inclusive treinado boxe em sua juventude. Nota: o apelido Pinguim foi dado por um colega de escola valentão chamado Cação, que gozava de Oswald por causa de seu físico e modo de andar. A mania de guarda-chuvas veio por causa da mãe, que o obrigava sempre a carregar um.

Charada (Edward Nashton, hoje em dia conhecido também como Edward Nigma) – Surgiu pela primeira vez em outubro de 1948 na Detective Comics nº 140 (no Brasil, As Várias Faces de Batman, Abril, 1989). A única motivação de Edward para sua vida de crimes é ganhar dinheiro e competir com os heróis de Gotham e a polícia. Por causa de sua habilidade em montar quebra-cabeças, o Charada deduziu a identidade secreta de Batman e se diverte com o fato. Nota: o apelido do Charada na net é Wizard 101.

Duas Caras ( Harvey Dent) – O promotor público de Gotham que teve seu rosto desfigurado por mafiosos fez sua primeira aparição em Detective Comics nº 66 (1942). De lá para cá, já recuperou e perdeu a sanidade dezenas de vezes. Nota: Dent é divorciado.

Hera Venenosa (Pamela Lilian Isley) – Primeira Aparição Batman nº 181 de junho de 1966 (no Brasil, Batman em formatinho – 2ª série nº 4, Ebal, 1976 e Batman – 2ª série nº 79, Ebal, 1968) . Inicialmente mostrada apenas como a eco-terrorista poderosa que é, a origem da vilã aceita hoje foi revista em Shadow of the Bat Annual nº 3 que não tinha nada a ver com a história original. Nota: Pamela foi integrante do famigerado Esquadrão Suicida e em troca de seus serviços, seus crimes foram perdoados pelo governo.

Ra’s AL Ghul – introduzido na revista Batman nº 232 em junho de 1971 (no brasil, Grandes Clássicos DC nº 4 – Contos do Demônio, Panini, 2005; Coleção Invictus Extra nº 2, Nova Sampa, 1993; Batman – 1 ª série nº 5, Abril, 1984 e Batman – 3ª série nº 30, Ebal, 1932), o líder da Liga das Sombras logo se tornou um dos favoritos dos leitores. Sua filha Tália teve um filho com o homem-morcego, numa história que a DC não se decide se entra ou não na cronologia oficial; O Filho do Demônio. Nota: A personalidade de Tália tem oscilado bastante nas HQs, sendo ora descrita como vilã e impiedosa, ora como heroína e companheira.

É isso aí, galera, se curtiram a lista, é só dizer que vilão para Batman é o que não falta. Dá para fazer uma parte dois, três, quatro..

Escrito por Alexandre Callari.

Nota: As referências quanto às publicações nacionais das edições originais citadas acima foram obtidas através do excelente site Guia dos Quadrinhos.

4 comentários

Anonymous disse...

faltou o Bane mas mesmo assim ta muito bom parabens action e comics

o melhor blog da internet

Felipe Rodrigues disse...

Muito bom cara!
eu quero uma parte 2,3,4....
hauhauhauhauahuhuahuha!
\o/

Anonymous disse...

Poh, ta ótima, faz a parte 2,3, etc numa boa :D

estranha; disse...

é... tá faltando alguns.

tipo o mr. freeze, homem barro, espantalho...
só sei que: os vilões do batman são os MELHORES pra sempre.

não há nenhum outro super herói com uma lista de vilões tão interessantes!